Dresden

postado em: Alemanha | 1

Como praticamente tudo que venho fazendo até agora, ir para Dresden não estava nos meus planos. Só decidi que ia passar por lá porque é caminho para Praga e eu estou tentando evitar longas viagens de uma vez só. A cidade me surpreendeu e acabei ficando duas noites apesar do clima péssimo.

20150331-DSC_4023
Katholische Hofkirche

Dresden foi uma das cidades alemãs que mais sofreram com os bombardeios durante a segunda guerra. Praticamente todos os prédios históricos foram reconstruídos e na maioria deles é possível ver na estrutura as partes que queimaram em contraste com o que foi reconstruído.

Igreja de nossa senhora destruída
Igreja de Nossa Senhora destruída após o bombardeio
20150331-DSC_3866
Igreja de Nossa Senhora

A igreja de Nossa Senhora esperou muitos anos para ser reconstruída. A ideia do governo comunista após a guerra era de remover as pedras e construir um estacionamento no local. Devido a repercussão negativa o plano nunca foi executado e as ruínas ficaram no centro da cidade por mais de 45 anos. Somente depois da reunificação alemã um movimento para reconstrução iniciou e em 2005 a igreja foi reinaugurada a um custo de 180 milhões de euros.

Fürstenzug - 23 mil azulejos pintados
Fürstenzug – 23 mil azulejos foram o maior painel de porcelana do mundo

Além de vários prédios históricos interessantes Dresden também tem o maior painel de porcelana do mundo. Ao longo de mais de 100 metros 23 mil azulejos pintados decoram uma das ruas apresentando uma procissão com os 35 nobres que governaram a Saxônia entre 1127 e 1904.

A cidade não é muito grande e pra quem quer conhecer o centro histórico não é necessário utilizar transporte público. Dois dias de caminhada são suficientes para conhecer o básico de Dresden mas quem puder ficar mais alguns dias não vai ficar entediado. É uma parada altamente recomendável pra quem vai de Berlim para Praga.

 

Compartilhe este post:
Share on Facebook2Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Share on Tumblr0Share on StumbleUpon0Email this to someone
Seguir Rodrigo Belasquem:

Depois de algumas curtas viagens pela América do Sul achou que 10 dias não eram suficientes para conhecer muita coisa. Largou o emprego e viaja pelo mundo conhecendo lugares, pessoas e fotografando nas horas vagas (que são todas).

Uma resposta

  1. Como sempre, lindas as fotos! Da vontade de conhecer tudo que posta.

Deixe uma resposta para Maria Eduarda Rorato Cancelar resposta